Educação

24/06/2020

Comitê Interinstitucional Protetivo do Paraná realizará live sobre a proteção de crianças e adolescentes

Nesta quarta-feira (24/6), às 17h, o Comitê Interinstitucional Protetivo do Paraná realizará a live: “Diálogo sobre acolhimento em tempos de Pandemia”. O conteúdo será transmitido ao vivo pelo canal da 2ª Vice-Presidência do TJPR, no YouTube. https://www.youtube.com/watch?v=ZYYxGkdkkw0&feature=youtu.be

O evento online tem o objetivo de repassar orientações técnicas e informações sobre a proteção integral de crianças e de adolescentes em acolhimento familiar.

A live contará com a participação das assistentes sociais Carla Andreia Alves da Silva Marcelino e Letícia Pequeno, que falarão sobre a atuação e as principais ações do Comitê. A Diretora de Atenção e Vigilância da Secretaria Estadual da Saúde, Maria Goretti David Lopes, abordará a importância da parceria entre as instituições públicas em prol das crianças e dos adolescentes.

Sobre o Comitê

O Comitê Interinstitucional Protetivo do Paraná é uma iniciativa do Conselho de Supervisão e da Coordenadoria dos Juízos da Infância e da Juventude (CONSIJ-CIJ) do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR). Criado em maio, ele tem o objetivo de acompanhar as medidas de prevenção à COVID-19 com atenção para o sistema protetivo de crianças e de adolescentes em acolhimento institucional ou familiar, além de vítimas de violência no Estado.

O grupo é composto por membros do TJPR, do Ministério Público do Paraná (MPPR), da Defensoria Pública do Paraná (DPE-PR), da Ordem dos Advogados do Brasil – Paraná (OAB/PR), da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (SEJUF), da Secretaria da Saúde do Paraná (SESA), do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA), da Associação dos Municípios do Estado do Paraná e do Conselho Tutelar do Paraná.

Na semana passada, o Comitê lançou uma nota técnica com orientações e recomendações para o atendimento às crianças e aos adolescentes inseridos em serviços de acolhimento institucional e familiar durante a pandemia da COVID-19. Baseado no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o documento aponta as consequências do isolamento social e seus riscos, sugerindo medidas para intensificar a proteção desse público durante a pandemia.

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.